Welligton Nunes

A covid-19 e a economia psíquica

O ano de 2020 começou turbulento politicamente, cenário comum na política brasileira ao menos desde 2016. Porém, desenhava-se no início deste novo ano um horizonte azul para a economia, ao menos era o que se conseguia depreender diante dos prognósticos positivos da equipe econômica do governo, como também da previsão de muitos agentes do mercado.


Narrativas e regimes políticos

Outro dia, noutro espaço, lembrei que o homo sapiens, como notou o historiador israelense Yuval Harari, prefere perceber o mundo pelas lentes das narrativas, em vez de fazê-lo pela observação sistemática da realidade; além disso, preferimos, via de regra, as narrativas mais simples àquelas mais complexas.


Sobre os novos candidatos a heróis nacionais

Como explicar a ascensão, por assim dizer, meteórica da popularidade desses agentes? Muito pode ser dito e escrito para responder à essa questão, mas limito-me aqui a abordar dois fatores que considero fundamentais.