|OPINIÃO| O esforço coletivo necessário para produzir uma tragédia sanitária como a brasileira

Algumas medidas de distanciamento social mais rígidas, erroneamente chamadas de lockdown (nunca houve lockdown no Brasil, os que foram decretados não foram cumpridos, com a complacência das autoridades públicas), começaram a ser tomadas a partir de janeiro de 2021 não por convicção em seus efeitos, já amplamente demonstrados por outros países, mas porque começamos a empilhar cadáveres aos milhares.